Eu Quero Um Amor Para Todos os Dias - Miss Limão
Conecte-se conosco

Amor e Sexo

Eu Quero Um Amor Para Todos os Dias

Publicado

em

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

É que chega uma hora em que a gente cansa mesmo. Os amores de sexta não mais nos importam, porque o que queremos mesmo é um amor para todos os dias da semana. Aquele que não vai ter hora para ir até à sua casa para ver um filme, para ir aos mais loucos rolês. Amores rasos, contatinhos já não mais servem.

Uma hora a festa acaba e quando nos vemos sozinhos, a liberdade virou algo que nos prende, entende?

Vira algo que sufoca. A cama vazia no outro dia de manhã é motivo para tristeza e isso faz pensar que talvez não seja suficiente para fazer alguém ficar.

Quando a noite se encerra, a balada acaba e a boate fecha a porta, o sentimento de solidão invade o peito e a noite não valeu. As várias bocas, os vários corpos passados não têm mais forma, muito menos nomes. São só flashes de uma noite que poderia ter sido de outra maneira.

E no caminho de volta a bebida parece ter sido um lutador que nos nocauteou, tudo dói, inclusive o ego, a consciência.

Mas tudo bem, agora já é sábado, mais tarde já teremos outra festa, com mais bebidas, mais músicas, mais pessoas para preencher o vazio que sinto. Passa muita coisa pela minha cabeça, mas ninguém pode fazer, afinal, quem precisa namorar? A vida é uma só, não é mesmo?

E mais uma noite acaba, as pessoas vão embora e o que fica é o vazio e o arrependimento. E dessa vez não tem o sábado. O que resta é um domingo de ressaca; sem uma companhia para me acordar com um bom dia, ajudar a fazer a comida e fazer qualquer besteira juntos. Assistir a Grey’s Anatomy, cozinhar ao som de Lady Gaga, sei lá. As pessoas não ficam para o domingo.

Não é um domingo com cheirinho de lar.

É um com cheiro de ressaca moral e alcóolica, não sei qual machuca mais. O pior de tudo é não ter planos, não ter com quem planejar, nem o que planejar. Qual a graça dos amores de sexta, então?

Com isso eles estão me deixando cansada. Eles não me satisfazem mais, não aceito mais o raso de um amor de sexta. Quero um amor de primeira, de última, de vida. Quero um amor que resista a semana, sendo boa ou ruim. Que compartilhe momentos, felizes ou nem tanto. Que sente comigo para uma Netflix ou uma balada. Quero um amor que esteja comigo na sexta à noite, na quarta de futebol ou no domingo de chuva.

Eu quero um amor que me mostre que os amores de sexta são bons, mas o que valem mesmo são os de primeira, daqueles que a gente quer que dure a vida inteira.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Criado por

Colunistas

Segue a Gente no Insta!

  • 2,510 55
  • 994 8
  • 1,448 34
  • 1,606 1
  • 2,814 68
  • 741 2
  • 1,672 2
  • 576 1
  • 1,490 13

Top List